Esclarecemos algumas dúvidas para você livrar-se de vez da caspa 

Por Alynne Bonin

cabelos-caspa-prevencao-tratamento-74736

O que é caspa?

A caspa são pequenas partículas de células mortas que saem do couro cabeludo, tipo uma “troca de pele”. Existem pessoas que possuem dermatite seborreica, que seria uma caspa em níveis alarmantes, que pode dar nas sobrancelhas, maça do rosto, orelhas e contorno do nariz. A dermatite provoca coceira, vermelhidão, feridas, ardor e até queda de cabelo. Cerca de 40% dos brasileiros tem caspa, mas em níveis mais controlados.

Caspa é resultado da falta de higiene?

Não. A causa da caspa é genética. Alguns fatores hormonais, porém, podem desencadear ou piorar o quadro de caspa.

Existe caspa seca e oleosa?

Sim. A caspa seca é fina, branca e pequena, desprendendo-se facilmente do couro cabeludo. Já a caspa oleosa é maior, mais grossa, amarlada e fica grudada na pele, grudando com fios de cabelo na raiz.

Piora durante o inverno?

Pode piorar com a queda de temperatura, o que não significa que não existe caspa no verão. Os banhos muito quentes também estimulam as glândulas sebáceas a produzir mais óleo, por que retiram todo ele, então a caspa costuma aparecer mais frequentemente.

Pode usar chapinha e secador ou vai piorar?

Protegendo os fios com produtos termoativados não há maiores problemas. O melhor é secar o cabelo com secador, pelo menos para retirar o excesso de água. Ficar muito tempo com o cabelo úmido e quente proporciona um ambiente perfeito para a proliferação da caspa. A chapinha pode ser usada, contanto que não a aproxime muito do couro cabeludo.

E os tratamentos químicos?

As progressivas com formol, por exemplo, são prejudiciais, pois enfraquecem a pele do couro cabeludo e podem aumentar a descamação.

Existe uma cura?

Não. Mas existem tratamentos para regular a produção de óleo pelas glândulas sebáceas, diminuir a proliferação do fungo e remover as escamas acumuladas. Alguns shampoos que contenham piritionato de zinco, acido salicílico e cetoconazol são bons para ajudar a melhorar o quadro. Converse com seu dermatologista para que este indique a melhor formula para o seu caso.

Os shampoos ainda cheiram mal e ressecam os fios?

Os modernos já possuem cheiros mais agradáveis e contém ativos hidratantes. Alguns deles têm até chá verde, que irá ajudar a combater a irrtiação e fortalecer a pele do couro cabeludo. Os “perfumados” com menta ajudam também na coceira.

Posso usar o esfoliante para couro cabeludo?

Não. O produto pode irritar ainda mais a pele e estimular a produção de caspa.

O jeito de lavar o cabelo faz diferença?

A temperatura da água faz. Massageie o couro cabeludo levemente com shampoo, usando a ponta dos dedos. Não esfregue com as unhas, que podem estimular a produção de sebo. Enxague muito bem os cabelos. Evite deixar resíduos de condicionador nos cabelos e passá-lo na raiz.

Laser ajuda?

Nos casos mais extremos, sim. O laser de LED pode ser aplicado em 12 sessões, realizadas em média duas vezes por semana.

É possível prevenir a caspa?

Sim. Cuide primeiramente da alimentação: evite frituras, bacon, embutidos e molhos muito gordurosos. Evite tudo que tiver muito calor: água e secadores, por exemplo. Escolha um shampoo adequado ao seu tipo de cabelo. Cuide da saúde mental para que seus problemas, como stress, não apareçam na pele.

Postar novo comentário