Guia básico de educação financeira

Por Fabi Ormerod

A Educação Financeira não consiste somente em aprender a cortar gastos, economizar e acumular dinheiro. Educação financeira é buscar uma melhor qualidade de vida para hoje e para o futuro.

Se você passa em frente a uma loja e vê a roupa com a qual sonha todos os dias, mas não tem dinheiro para comprar naquele mês. Você:

A) compra no cartão de crédito

B) Volta outro dia com um dinheiro que enxugou de outras contas

C) Não compra, afinal você já tem muitas roupas que podem suprir sua necessidade.

Na verdade não existe uma resposta correta. O mais correto é que você escolha a sua resposta de modo consciente, que conheça as consequências de sua decisão e tenha uma atitude equilibrada.

Com esse guia básico, vamos ajudar você a encontrar esse equilíbrio:

  1. Controle seus gastos. Como no exemplo acima, da roupa dos sonhos. A alternativa C parece ser muito conveniente.
  2. Estabeleça objetivos. Para algumas pessoas, este processo de definição de metas é algo que ocorre naturalmente. Para outras, no entanto, parece uma tarefa impossível. O seu objetivo pode ser fazer uma viagem no próximo ano, trocar de carro em 2 anos e etc. Talvez você até constate que possui muitos objetivos para poucos recursos.
  3. Priorizar os objetivos e estabelecer metas de poupança. Sempre que você pensar em “gastar ou não gastar”, pense no seu objetivo. Isso ajudará muito! No início, estabeleça ao menos um objetivo com relação ao seu dinheiro. Busque uma meta bem simples e de curto prazo, de modo que você consiga ver os resultados.
  4. Conhecendo e controlando gastos. Comece fazendo um controle de despesas, para saber o quanto você gasta (e descobrir se gasta mais do que ganha ou vice e versa). Anote diariamente cada despesa realizada e qual o meio de pagamento utilizado. As despesas devem ser agrupadas em categorias – educação, alimentação, moradia, etc. – para que você possa realizar uma melhor análise. Assim você poderá verificar as quantias gastas em cada categoria e então estabelecer um orçamento, um limite de gastos para cada categoria. Caso você observe que suas despesas são superiores às receitas, você tem três opções:- Aumentar as receitas;- Diminuir as despesas;- Aumentar as receitas em conjunto com a diminuição de despesas;

    Cortar gastos pode parecer abrir mão de pequenos prazeres que fazem a vida valer mais à pena. Mas este sacrifício de hoje será pequeno se comparado à alegria de conseguir alcançar o seu objetivo, pense nisso!

  5. Faça seu dinheiro trabalhar por você. O controle e corte dos gastos permite que você ganhe um novo empregado: o seu dinheiro. Ele pode trabalhar por você! Tendo receitas superiores às despesas, o passo seguinte é investir. A lógica é simples: quanto mais você conseguir economizar e investir, mais rápido você conseguirá atingir suas metas. Outro fator fundamental é o tempo de investimento: é como se você ganhasse um prêmio por manter o seu dinheiro investido por mais tempo.Considere também a taxa de retorno de seu investimento: quanto maior, melhor. Não se preocupe: nunca é cedo ou tarde para começar, o mais importante é investir regularmente!

 

Postar novo comentário